Blog IPF

Conheça os 4 tipos de preenchimento labial e os cuidados com cada um deles

Dentre todos os procedimentos de harmonização orofacial, o preenchimento labial se destaca – sendo sua procura cada vez mais alta nos consultórios.

Nesse sentido, se você é um profissional de odontologia, pode valer a pena incluir esse serviço para seus pacientes.

Além de atrair mais clientes, esse procedimento também é um ótimo complemento para outros tratamentos, aumentando a satisfação e a autoestima das pessoas.

Por isso, neste artigo vamos dar alguns detalhes técnicos sobre o preenchimento labial – quais são os 4 tipos de procedimentos, além dos instrumentos utilizados na aplicação e os cuidados necessários.

Vamos lá!

O que é preenchimento labial?

Preenchimento labial é um procedimento de harmonização orofacial que envolve a aplicação de ácido hialurônico nos lábios, principalmente para aumentar o volume deles, resultando em um sorriso mais harmônico.

Por se tratar de uma técnica simples e rápida – que consiste, basicamente, no uso de uma agulha ou cânula para injetar o ácido hialurônico, muitas pessoas vêm procurando pelo procedimento para tratar diversas queixas relacionadas à estética bucal.

Por isso, a lista de indicações do preenchimento labial é extensa. O procedimento serve para:

  • aumentar o volume dos lábios;
  • melhorar o contorno dos lábios;
  • corrigir assimetrias na boca;
  • amenizar os sinais de envelhecimento dos lábios;
  • levantar os cantos caídos nos lábios;
  • corrigir o fechamento da boca (selamento labial);
  • prevenir e tratar a queilite angular (inflamação e pequenas fissuras nos cantos da boca, provocada pela saliva depositada na região);
  • reduzir a exposição da gengiva;
  • adequar a exposição correta dos dentes;
  • reequilibrar o rosto, deixando queixo, nariz e lábios harmônicos;
  • deixar os lábios com melhor hidratação.

Leia também: Quando é indicado o procedimento cirúrgico para corrigir o sorriso gengival?

Qual a melhor substância para utilizar no preenchimento labial?

Sem dúvidas, o ácido hialurônico é a melhor substância para ser aplicada no preenchimento labial.

Por já ser produzido naturalmente pelo nosso organismo, o ácido hialurônico é uma substância segura com risco baixo de reação adversa, cuja aplicação é “aceita” mais facilmente pelo corpo.

 

Fórmula química do ácido hialurônico: (C14H21NO11)n. Imagem: Reprodução / Wikipedia.
Fórmula química do ácido hialurônico: (C14H21NO11)n. Imagem: Reprodução / Wikipedia.

 

Na prática, o ácido hialurônico é uma molécula de proteína e açúcar presente em nosso corpo que preenche o espaço entre as nossas células – o que explica a firmeza, a elasticidade e a textura da nossa pele. Porém, com o tempo a quantidade dessa molécula diminui, resultando nos conhecidos sinais de envelhecimento: rugas, ressecamento e perda da elasticidade da pele.

Por isso, com o ácido hialurônico injetado no corpo – e por conta das novas tecnologias aplicadas às moléculas, é possível devolver à pele esse aspecto mais jovem e saudável.

Quando aplicado no preenchimento labial, o ácido hialurônico permanece no local em média por até 18 meses, sendo depois absorvido naturalmente pelo organismo.

Quais os materiais utilizados no preenchimento labial?

Para o procedimento de preenchimento labial, o profissional vai utilizar uma agulha ou cânula, além do frasco do ácido hialurônico, cuja quantidade aplicada em mililitros (ml) dependerá de cada caso.

Além disso, o profissional também pode aplicar um anestésico local antes do procedimento para evitar o desconforto no paciente.

Antes da técnica, o profissional também precisa fazer uma avaliação nos lábios do paciente, pois o ácido não pode ser injetado em áreas inflamadas ou infeccionadas. Ele, ainda, fará boa higienização da região antes da aplicação.

Saiba mais: O que todo dentista precisa saber sobre laminados cerâmicos.

Os 4 tipos de preenchimento labial

O procedimento de preenchimento labial é simples e rápido, sendo que pode levar entre 30 minutos e 1 hora no consultório.

Existem 4 tipos de procedimentos, que se diferem em relação aos objetivos, resultados, locais de aplicação e quantidade de ácido hialurônico a ser injetado:

  1. Projeção dos lábios;
  2. Contorno labial;
  3. Volume dos lábios;
  4. Hidratação labial.
Imagem: Reprodução / NY Beauti.

Lembrando que é possível obter os 4 resultados em um mesmo procedimento. A seguir, explicaremos cada um deles:

1. Projeção dos lábios

O preenchimento labial para projeção dos lábios é a técnica feita em lábios pequenos e finos para, como o próprio nome diz, melhorar a projeção deles em relação à projeção do queixo e do nariz, por exemplo.

2. Contorno labial

Aplicado nos locais estratégicos, o procedimento de contorno labial deixa os lábios mais definidos e delineados – ou seja, melhor “esculpidos”, harmonizando-os com o rosto.

Essa técnica também resulta em outras melhorias, já que o local da aplicação do ácido hialurônico acaba atenuando aquelas rugas conhecidas como “código de barras”.

3. Volume dos lábios

É o procedimento labial mais conhecido – ou melhor, mais prontamente percebido, já que as outras técnicas também costumam ser realizadas simultaneamente.

Existe a chamada “proporção de ouro” dos lábios de efeito “bocão”: o lábio inferior é um pouco maior do que o lábio superior, na proporção 1/1,6 centímetros. Porém, os resultados devem ser individualizados, pois eles dependerão da análise das proporções faciais da pessoa.

4. Hidratação labial

Já a hidratação labial é uma técnica menos conhecida pelos pacientes, mas que gera excelentes resultados.

Nessa técnica, o ácido hialurônico é injetado sem alterar o volume dos lábios, mas na quantidade suficiente para melhorar a textura deles, proporcionando ainda mais brilho, maciez e hidratação.

Saiba mais: Conheça o Curso de Bioestimuladores de Colágeno do IPF.

Cuidados e contraindicações do preenchimento labial

Mesmo sendo considerado um procedimento simples, o preenchimento labial requer alguns cuidados.

Antes de falarmos sobre eles, saiba que esse procedimento está contraindicado para os seguintes casos:

  • gestantes;
  • lactantes;
  • presença de doenças autoimunes;
  • inflamações ou infecções no local da aplicação, etc.

É muito importante orientar bem os pacientes a respeito dos cuidados após o preenchimento labial para que os resultados sejam satisfatórios e duradouros.

Em primeiro lugar, é importante que eles saibam que os lábios ficarão inchados e/ou com hematomas logo após a aplicação – o que pode durar até 3 dias.

Não é necessário repouso, mas é importante que nos primeiros dias a pessoa não faça esforço físico, evitando qualquer movimento brusco e intenso no local da aplicação. Também é importante evitar a exposição solar nos primeiros dias.

Outros cuidados são:

  • Atenção ao utilizar utensílios que são levados à boca, como talheres e copos;
  • Não ingerir bebidas alcoólicas após o procedimento (e também no dia da aplicação);
  • Evitar ingerir alimentos com temperaturas muito extremas (muito quentes ou geladas) – aqui é importante dizer que o paciente pode fazer compressa de gelo para diminuir o inchaço, mas sem fazer peso sobre os lábios;
  • Não massagear os lábios na tentativa de diminuir o incômodo dos primeiros dias;
  • Evitar a utilização de cosméticos e maquiagens nos primeiros dias para que eles não reajam com a substância aplicada.

E então? Gostou de saber que é possível oferecer o serviço de preenchimento labial para os clientes da sua clínica odontológica?

Entre em nossa página de cursos do IPF para saber as datas das próximas capacitações na área da harmonização orofacial!

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x